domingo, 25 de maio de 2014

- " Estranhos..."




Estranho estar tão perto
E não poder te dar um abraço
Estranho, poder ver-te todos os dias
E permanecer teso, sem demonstrar.
Tudo aqui dentro está inflado
Sem mais espaço, implorando-me
Em gritos, para ir embora
E te apanhar.

Não sou mais o mesmo
Nunca estive com tantos medos
Que me impedem de lutar.
Não sei se teria a sua paixão
Mas, teria a lembrança de que guerreei
Mesmo com lágrimas,
Mesmo manchado de sangue,
                                                           Para obter todo o seu amor 


----- x -----

Sabe aquele momento que você não sabe se está apaixonado? Se realmente sente algo por alguém? Então, estou assim. Deixando levar...

Pensando em fazer um theme com minha diva suprema, Alois Trancy <3 comment-3--="">



quinta-feira, 22 de maio de 2014

- " Nosso conto de fadas que se apaga..."



Esperava pela janela, o inicio do meu conto de fadas. O cavalo branco, ou negro, o que for. O príncipe encantado, esperando-me na sacada, onde eu suspirava ao ver o seu semblante vivido e cheio de esperança. Nos contos de fadas só há maravilhas, cantos alegres, sorrisos sem motivos. As terras que permeiam nossa infância, enchem nossos olhinhos miúdos, trazem ilusões de um mundo de alegria. Pequenas mentes inocentes, aturdidas desde os primeiros passos, assustam-se com o ponta cabeça que é o real.Tudo é de pintado de cinza e não sobra o contentamento das cores vividas desses belos sonhos. Fugir, afundar ou erguer. 
Os caminhos se alargam e muitos se perdem.
Encarar os passos, as pedras que se formam e rolam, é o tudo que não nos ensinaram.
Estranho mundo, por que nos nega nossos contos de fadas?

 ------ x ------

Onde será que eu estava com a cabeça ao escrever isso? Sei lá hein...
Bom, acho que posso respirar um pouco mais esses dias, apesar dos trabalhos 'trabalhosos' que estão vindo por aí. Queria que esse ano acabasse logo, ainda bem que já estamos no final de maio. Estou tão desnorteada esses dias por causa das atividades escolares, nunca estive tão doida por conta da escola. É tanta coisa pra pensar e fazer que... Nossa. Fico pensando em quem faz cursinho ou outra coisa, deve ser ruim conciliar tudo. Queria entrar em um conto de fadas e sumir nesse mundo.
~ Bom, falando em ficções, os meus projetos estão bem parados, mas pretendo retomar esses dias, para dar um 'ânimo' para minha criatividade. Estou precisando escrever bastante, para descarregar todas as minhas preocupações e aflições. Pessoas introvertidas têm essas coisas né? 

Blog parado, sem coisa alguma. Preciso urgentemente voltar.




sexta-feira, 16 de maio de 2014

# Ápice.


"Onde as tristezas se afundam
É onde eu nunca quero mergulhar
O mar infinito, amargo, bem lá no fundo
Atingem seu ápice apenas com uma faísca
E te inundam com milhas de lágrimas..."

Como eu disse antes, não estou postando por causa das provas e afins...Mas, hj eu precisava de um sossego.. Depois daquela prova horrivel que fiz hoje... ( Matemática, para variar) Cálculos grandes, extensa, cansativa... Nunca fiz prova tão dificil daquele jeito, e, tenho certeza, que minha nota tb ñ vai ser boa. Estudei, me esforcei... Mas, quando chegou lá... Sinceramente... Eu odeio tirar nota ruim... Fico desesperada, sem saber como reagir.


Esse gatinho me faz lembrar que certas coisas não precisam de minhas lágrimas... Gatos ñ se importam com determinadas coisas, nada os impedem da felicidade...




sábado, 10 de maio de 2014

- " Saudades..."




"Quero o frio, a neve espessa, e a sensação de arrepio invadindo o meu corpo..."


Odeio calor, e, quando chove na minha cidade é apenas uma "chuvinha" e o frio aqui é insignificante. 
Esses dias não poderei atualizar muito o blog, nem fazer poemas, nem escrever projetos, pois é semana de prova e... Tudo tenho que fazer é estudar e me concentrar mais nos livros, atividades e afins... Enfim, eu odeio estudar o que eu não gosto (principalmente, matérias de exatas). Minha afinidade é com Humanas, principalmente história, alguns assuntos de geografia (humana, odeio Geografia física ;p), Literatura e a parte teórica de Física. Gosto de ler, resumir, entender esses assuntos. Antes, eu me baseava muito na "decoreba", porém aprendi a entender melhor os processos, é até bom para praticar o senso crítico e movimentar um pouco minha mente. Só acredito que as aulas não incentivam muito o interesse do aluno... É tudo muito engessado.. '-'  

Então... Quando terminar tudo, ainda terei trabalhos... Mas, vou ter mais tempo pra mim, portanto, para o blog! :)

Bom, SINTO SAUDADES DAQUI :(  


terça-feira, 6 de maio de 2014

- " Sonho Real..."



Eu me lembro das luzes de neon
Das flores de papel jogadas ao chão
Aquelas manias malucas, sem sentido
Os tiros sem lucidez
As mentiras mal contadas
Seco por dentro, Superficial.
Encontrar-me era um absurdo
Perdia-me fora das minhas linhas
Encontrei-me um dia, sem sol e lua
Em uma rua vazia, em meio à chuva
Aquele brilho real, na aura das palavras soltas
Foram ali, naquelas linhas
Naquela rua sem fim, 
Que tive o verdadeiro vislumbre de mim
Então, tudo tornou-se verdadeiro
A esperança de um novo caminho
De um novo sonho; sonho real
Tornou-se a minha missão.

---------- xx ------------

Tem dias que dá vontade de jogar tudo no ar e esquecer o mundo... Enfim, não pode... Infelizmente :(
Tentando entender o título... '-'


sábado, 3 de maio de 2014

- "Seres de paixão..."




"O som da floresta. O nosso canto, em meio ao nosso rito. Éramos seres das selvas, frutos da natureza. Em união infinita com o cosmos. O verde, a chuva, os pequenos e singelos gritos da floresta era tudo que precisávamos. Seres de luz, dos mitos, das cores. Éramos a magia, a aura, o belo do mundo. A linha fina da pureza..."Só queria postar isso aqui, pois descreve bem os seres de luz do meu projeto :3

Estou lidando com um dilema... Não estou com vontade de escrever nos horários livres, só tenho vontade quando a casa tá cheia e não posso expor e criar. É chato...

[Atualmente, relendo minha obra favorita: O retrato de Dorian Gray!]

Sim, Amo esse romance, o único escrito por Oscar Wilde.  Antes, quando li, tinha uns 13-14 anos, já tinha um certo apreço pelo livro, mas, agora, com a mente mais madura, percebo o qual genial ele é!
É a face da sociedade, mediocridade, o "retrato" de como o ser humano é vaidoso. Dorian é o garoto ingênuo influenciável, que, através de um típico adorável mau caráter, Lorde Henry, descobre a ilusão da vaidade, e por sorte, consegue a eterna juventude. Sua velhice e podridão social vai para o belo quadro pintado pelo amigo Basil Hallward, enquanto sua face, permanece jovem...
Basil Hallward, ai como eu era inocente... Ele era super apaixonado pelo Dorian. Wilde consegue jogar os sentimentos do pintor em palavras e você sente-se apaixonado pelo rapazinho de cabelos loiros e olhos azuis, junto a ele.
Acredito que tem muito do Wilde nesse livro, a homossexualidade(mesmo que implícita no livro), a vaidade, a vida boêmia... Um eterno apaixonado... Assim que comecei a imaginar o Oscar Wilde depois de pesquisar um pouco mais sobre sua triste história. Paixão, polêmica, abandono... Foi condenado por amar alguém do mesmo sexo e depois abandonado por quem ele mais amava. :(

Vou ler, reler... Acho que nunca vou cansar desse livro *-*




quinta-feira, 1 de maio de 2014

- " Para sempre jovem..."




Eu quero morrer jovem
Jovem de mente
Jovem de espírito
Mais jovem que os mais novos.
A alma livre, o jeito alegre
Nem mesmo os ventos rudes
Roubarão meus sorrisos
A alegria questionadora
Todas as maravilhas e plenitude
Viver na eterna juventude
Quem dera o corpo, fatigado
Seguisse esses passos...
Mas, de que servem os lamentos?
Jovens foram feitos para festejar
E eu, quero morrer jovem
Para nunca perder o medo
De ser feliz e amar.

Sentindo velha... Estou perto dos 17... E lá vai mais um ano. rsrs
Esses dias de chuva, descrevem-me por inteiro. :)
Tem algo mais sugestivo que o Dorian Gray?? Sem intenções ali, ok?



O estranho

Todas as noites Uma névoa de letras E palavras soltas Entre nós e caminhos Feitos e desfeitos Debatem entre si E nesta pe...