sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

#OneShot - Cartas Digitais!


Então, finalmente terminei essa oneshot yaoi que pretendia fazer faz tempo... São dois amigos, que.. Bom Tá aqui. ♥ 
** Cartas Digitais

Lucas não conseguia mais ter as mesmas noites de sono. Sua mente estava tão bagunçada, em um trânsito desordenado de pensamentos que o deixava louco. Os olhos azuis turquesa, o sorriso que adornava seus dias, o cheiro delicioso dos cabelos negros DELE. A presença estava em toda parte; em suas roupas, no sofá do seu apartamento, nos livros de poesia que eles tanto gostavam de lerem juntos. Marcus e Lucas eram companheiros de muito tempo. Se conheceram no ensino médio e desde então uma amizade forte e sincera aflorou entre os dois. As loucuras da adolescência, enfrentaram a pressão da juventude, todos os momentos mais difíceis e bonitos, ele estava lá, seu ombro, sua felicidade. Porém, Lucas não gostava da ideia de ser apenas um “grande” amigo.

quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

#A minha música


Raios e Trovões
A chuva desordenada
Era a música vinda dos céus
As nuvens dançam em espiral
A trilha sonora divina
Das odisseias dos meus dias
O embalo da minha vida
Não me importo mais com essa música
Soa agradável, em meus ouvidos
Saio na chuva, rodopiando
Como quem não quer ouvir mais nada,
A não ser a sua própria melodia
Não sei atrelar mais outras notas
Encaro isso como minha virtude
O céu nublado nunca pareceu tão bonito
Manchando meu rosto com minhas próprias lágrimas
Embebedo-me com elas
Dançando ao som da minha música.
___________

Fui escutar Helloween hoje e Fallen To pieces me deu uma ideia. Bom, foi o ar pesado da música que me inspirou, na verdade. 

~ Não terminei a fic ~

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

"Abram a mente, meus amigos"!

Não gosto de ficar sem postar muito ._. Estou escrevendo uma Oneshot que eu queria fazer faz tempo ♥ E estou sem ideias para poesias — preciso assistir ou ler algo diferente, assim as ideias vem!...
Logo mais postarei aqui a fic Ma-Lu :3

Então, No momento estou lendo O Símbolo Perdido de Dan Brown ( Adoro os livros dele *-*)
Tem algumas passagens interessantes, e ele consegue envolver bastante o leitor. Até agora só estou com sequência das aventuras de Langdon ( já li Anjos & Demônios, O Código da Vinci e agora O Símbolo Perdido.)  Langdon é aquele tipo de cara que qualquer mulher se apaixona, sinceramente. Então... Os livros são bem inteligentes, falando sobre Simbologia, sociedades secretas, religião, uma mistura maravilhosa de Realidade e Ficção.
Aqui uma passagem interessante de "O Símbolo Perdido":

"(...)Langdon assentiu com a cabeça e baixou a voz até um sussurro conspiratório.
— Não contem para ninguém, mas, no dia em que o deus-sol Rá é venerado pelos pagãos, eu me ajoelho aos pés de um antigo instrumento de tortura e consumo símbolos ritualísticos de sangue e carne.
A turma toda fez uma cara horrorizada.
Langdon deu de ombros.
— E, se algum de vocês quiser se juntar a mim, vá à capela de Harvard no domingo, ajoelhe-se diante da cruz e faça a santa comunhão.
A sala continuou em silêncio.
Langdon deu uma piscadela.
— Abram a mente, meus amigos. Todos nós tememos aquilo que foge à nossa compreensão."
Disse tudo! :3  Sempre fechamos os olhos para aquilo que não entendemos, e, a maioria das pessoas, não faz questão de abri-los! Aprender um pouco mais é sempre bom, o mundo é tão vasto, complexo, não podemos ficar enclausurados em nossas caixinhas e viver ali.


~ Talvez amanhã eu poste a fic ~ Se terminar!

sábado, 22 de fevereiro de 2014

#Um filme que me encantou ♥


Ontem à noite, eu, que quase não tenho paciência para assistir filmes, fui fisgada por um.
Aproveitando a deixa do Telecine com o sinal aberto, fico entretida com o Telecine Cult. Assisti Melancolia (muito bom por sinal)  uns 2 dias atrás e, ontem à noite, até a madrugada de hoje, assisti um filme lindo que me encantou totalmente!  O Fabuloso Destino de Amélie Poulain.
O Filme me encantou do início ao fim. A fotografia, os tons, a comédia, o romance, a personalidade fofa e ingênua da Amélie *-* As partes de narração me irritavam um pouco, mas, nada tirava o gostinho de assistir.

Amélie é uma moça parisiense de 23 anos, que deixou a casa do pai para morar sozinha e conseguiu um emprego de garçonete; não tem namorado e gosta de aproveitar os prazeres simples da vida.... Certa noite, ela encontra uma caixinha escondida na parede do seu banheiro e decide encontrar o dono. Após algumas pesquisas com os antigos moradores do prédio onde mora, ela consegue devolver a caixa e, ao perceber a felicidade e emoção do homem revendo o seu passado, a moça começa a "arrumar" a vida das pessoas ao seu redor.... Mas, Amélie também sente falta de ter um "alguém"...
O modo como Amélie age e pensa é tão ingênuo que chega a ser meio "bobo", mas é tão engraçado... Me divertia bastante com as imaginações dela, como ela se sentia feliz ao ver que seus planos davam certo *-*
É um filme diferente de qualquer um que eu já tenha visto. Assisti legendado, adorando aquele sotaque francês ♥ ~ nunca tinha assistido um filme francês ~  mania de só ver americanos. As lindas ruas de Paris ♥ Os tons vermelhos e verdes, tudo tão lindo!


Bom, como já disse aqui, não sei fazer resenhas, mas esse filme é MUITO bom e queria comentar sobre ele aqui ♥


quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

#Paraíso perdido


"O que é um anjo sem as suas asas?"
É essa pergunta que me assombra todas as noites
Não sei como cheguei até aqui
Só sei que queria voltar  para minha ilha de sonhos
Todo dia quando deito em minha cama
Todas as nossas lembranças do paraíso perdido me invadem
Sou um anjo, perdido na terra dos enganos
Meu lugar não é esse, é onde eles nunca alcançarão
Os fados, engolem seus sonhos
Estou preso, sem minhas asas para voltar
Sinto falta dos cheiros, dos gostos, da alegria
Ficaram todos lá em cima, e o real me afasta
"O que é um anjo sem as suas asas?"
Sei que um dia poderei voltar
Ascender e voltar para as primaveras
Aquelas que me trazem os mais belos sonhos
Nas minhas noites nessa Terra de ilusões,
E dor.





quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

#Poesia do céu


Sereno e escuro céu
A dança inquietante das estrelas
Minhas poesias — minha agonia na ponta da caneta
O som das cigarras, soam em meu ouvidos
Acalma o grito da alma
Debaixo do véu prateado da lua
Apenas eu e minha solidão
Despejando minhas lágrimas nas folhas do meu caderno
Pousado delicadamente em meu colo

Ninguém mais veria aquela dor
A não ser o brilho da lua e das estrelas
Vesti minhas sombras em poesia
Sorte que a noite estava bela
E me conseguiu arrancar um sorriso.
A poesia do céu acalma
Até mesmo o mais infame dos poetas
Que não sabe escrever sobre outras contendas
A não ser de sua própria desgraça

*** Terminei de Assistir WataMote! Muito bom aquele anime ♥ Vou para Tyger & Bunny
Acho que sou meio masoquista ._. Escrevo sobre minhas próprias dores, só para tentar esquecer ... '-'



segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

#Dia mundial do Gato!

 ~ Não podia deixar de registrar!

Hoje é o dia da criatura mais fofa que existe. Gatoss!

Qualquer raça, cor, personalidade, eles sempre serão lindos e carinhosos ♥ 
ICats *-*


sábado, 15 de fevereiro de 2014

#My darkest Sin





É engraçado como eu vejo certas coisas ao meu redor, e sinto raiva delas.  Só que, ao mesmo tempo que a raiva me invade, a culpa também vem e se apodera da minha consciência. Pois eu sei, que se dependesse de mim, tudo poderia ser diferente, e eu teria tudo que quisesse. Mas, infelizmente tudo que eu faço é trancar-me e ver tudo ir embora como se nada estivesse acontecendo. Como se não fosse importante para mim, como se não fosse me fazer falta. Covarde, fria, egoísta. Tenho certa cólera de mim mesma que está contida e, só espera algumas faíscas para explodir. Agora, minha mente é puro esquecimento, mas tudo tem sua hora de se confessar. Só não quero sofrer demais nessa hora. Porém, sei que meus reflexos serão duros, e será impossível estancar quando tudo chegar.


Tomoko! Eu te entendo ♥


Esses dias, comecei a assistir Watashi ga Motenai no wa Dou Kangaetemo Omaera ga Warui! (diabo de nome grande XD), mais conhecido como Watamote, a tradução é mais ou menos assim *Não é minha culpa que eu não sou popular!*. Esse título tem tudo a ver com a personagem!

Tomoko é uma garota gamer, gosta de ler mangás, assistir doramas, não tem muito amigos e não é uma adolescente que desperte a atenção dos meninos, enfim, eu a defino como uma VERDADEIRA nerd. Mas, ao chegar no Ensino Médio, Tomoko acredita que sua vida vai mudar e ela se tornará popular assim que tudo começar... Só que, não. Ela passa por situações constrangedoras e, muitas super engraçadas, nas tentativas de ser "popular" e chamar a atenção dos garotos.. Desde comprar calcinhas de "vadias", até fingir que fala ao celular com algum "paquera". Pra ela, uma garota popular, é uma "vadia". Usam saias curtas, saem para o Karaokê com garotos, retocam make na escolas entre outros...
Porém,o que eu percebi até agora, é que Tomoko tem algum tipo de Fobia Social. Ela não consegue se comunicar direito com estranhos, é muito introvertida, se sente mal em ficar sozinha em lugares com "casaizinhos".
 Ao mesmo tempo que ela "sonha" em ter um namorado e conseguir mais amigos, Tomoko também vive a criticar quem é assim. É como se ela oscilasse entre -ser uma "vadia"- e continuar com a vida de -nerd-.


Eu analisei a abertura do anime, onde a personagem está amarrada a diversas correntes, gritando, observando as pessoas passarem pelas ruas, nem parece uma abertura de anime de comédia. Mas, eu acredito que faz certa alusão a como Tomoko se sente por dentro. Ela está presa aos seus medos,a sua fobia de enfrentar as pessoas. Tomoko é classificada pela sociedade como uma "mojyo", impopular e sinistra, por isso ela está sempre um pouco "excluída" No final da abertura, é desejo dela de se "libertar" das correntes e mostrar para todos que pode ser o que quer.
Achei esse anime interessante, pois mostra um pouco das dificuldades de alguém que tem fobia social. Eu pensei que seria um anime de merda, mas realmente me surpreendi ao analisar um pouco da sua história. Eu entendo muito bem a Tomoko. Ainda sou bem parecida com ela, mas já tive fases de pensar que se me vestisse ou agisse de tal jeito iria me tornar popular. Não gosto de falar muito com estranhos, fico nervosa,  e não sei muito bem conversar com as pessoas, também não tenho muito amigos. Nunca passei por situações como a da Tomoko, mas já pensei muito como ela. Mas, hoje, não é que eu me "libertei", mas não me importo tanto com isso. Estou tentando me acostumar com a ideia de que é melhor estar "sozinha do que mal acompanhada". Não quero fingir ser o que eu simplesmente não sou.

Chrona ♥
Gosto de personagens introvertidos, identifico-me bastante com eles. ♥
Então, Tomoko, Eu sei como você se sente, fofa! :3



sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

#Véu Violeta


Correndo pelas vielas da cidade
Meu véu violeta lambe a escuridão
É estranho vagar por aqui,
Os olhos vermelhos despontam,
Percorrer por esses vagos caminhos tortuosos
É como estar em um extremo vazio
Nem um sinal de vida, nem um sinal de luz
Nem mesmo as minhas cores, consigo ver.
Minha mente não se acostuma,
Então eu prego os meus olhos, disparo minha mente
A cor do meu véu, nunca foi tão linda...
As galáxias, as luzes, todo universo
Eu, ser imperfeito.
Meu mundo inteiro explodiu
Era ali, tudo o que eu mais procurava
A luz que clama pela vida
E acende nossos véus
Pela eternidade dos nossos sonhos.

________________________

Fiz esse "poema" inspirado em alguns ensinamentos de um livro que eu li ,"Espírito da Filosofia oriental" Fala sobre meditação, união com o divino... E, pesquisando um pouco, descobri que a cor "violeta" tem certa ligação com isso, é a cor do alto nível espiritual. Bom, o livro abriu bem mais a minha mente sobre Deus, natureza, alma, o autor traz bastante informação sobre a Filosofia oriental, que é bem diferente daqui do Ocidente, eles prezam o interior, a reflexão, encontrar a "si mesmo"... Tem até dicas de ioga, mas como minha mente é muito perturbada, nem sei se eu conseguiria praticar :p
Super indico o livro.


terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

#Um pouco mais de vida



_____________________

A visão límpia das altas florestas do sul
Deixam meu coração mais calmo
Aqueles pássaros... Suas asas me dão inveja.
Aqui, bem na ponta de uma torre colossal
Na sacada de um aposento dourado de um rei,
Sinto que é pequeno demais para meus desejos
Preso em um mundo pequeno, solitário.
Fortuna, nobrezas, status, castelos
Não podem me dar nada do que eu quero
Até mesmo as crianças, lá embaixo nas ruas de pedra
Correndo, brincando, imaginando suas fantasias
Têm bem mais do que eu,
Aqui em cima, sentado em um trono.
Quem sabe um dia, a brisa do outono
Traga-me bons ventos, balancem meu castelo
E possam me levar a lugares mais distintos e bonitos
Onde eu possa viver como as crianças da rua de baixo
Livre, vivendo todos os meus sonhos aprisionados.
_____________________

Não sou uma rainha nem nada do tipo... Mas, estou meio que assim esses dias, aprisionada. Não queria deixar meus sentimentos e sonhos aprisionados... Quer dizer, nem sei quais são os meus sonhos, mas sentimentos... Queria manifestá-los às pessoas na real e nem só em poemas.  Só que... Eu  sou meio covarde, sabe. Estou insatisfeita, sim. Acho que nunca estaria contemplada. Quase ninguém é assim.




domingo, 9 de fevereiro de 2014

O Gato e a Espiritualidade


Eu estava navegando no Face, quando encontro esse texto belíssimo que fala de todo o mistério dos gatos ♥ Bom, como já disse aqui que eu amo gatos e queria postar esse texto ♥

 O Gato e a Espiritualidade.  

"Quem não se relaciona bem com o próprio inconsciente não topa o gato. Ele aparece, então, como ameaça, porque representa essa relação precária do homem com o (próprio) mistério. O gato não se relaciona com a aparência do homem. Ele vê além, por dentro e pelo avesso. Relaciona-se com a essência. Se o gesto de carinho é medroso ou substitui inaceitáveis (mas existentes) impulsos secretos de agressão, o gato sabe. E se defende do afago. A relação dele é com o que está oculto, guardado e nem nós queremos, sabemos ou podemos ver. Por isso, quando surge nele um ato de entrega, de subida no colo ou manifestação de afeto, é algo muito verdadeiro, que não pode ser desdenhado. É um gesto de confiança que honra quem o recebe, pois significa um julgamento.

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

#Aizome


Aizome - Mamiko Moto - Encerramento Jigoku Shoujo Futakomori

Por toda eternidade, eu vi sonhos vazios, sem nunca reclamar...

A luz da lua ilumina meu coração,
E um céu sem por-do-sol me guia

A canção dos meus pecados está sepultada no meu coração

Estico minha mão pelo rio infinito, ela parece tão comprida...
As palavras cheias de pensamentos morreram coloridas de anil...

Meu frágil coração passa pelas pessoas,
Sem um lugar para voltar, carregado pela brisa

Minha marcha rumo à escuridão numa estrada vermelha...

Se eu estou à deriva por uma vez, jamais irei voltar novamente
Meu destino já se perdeu comigo na dor tingido de anil...

Quantas noites eu irei acumular
Até essa dor de tinta azul ir embora?

Estico minha mão pelo rio infinito, ela parece tão comprida...
O perfume das flores perdura, são coisas que iram embora algum dia

Tingido de anil...


#Apenas mais um desabafo


E sempre foi assim, desde os meus primórdios.

Os olhares, o sorrisos, o desprezo.  Era como óleo e água.Sempre vivi entre todos, mas nenhum deles me resgatou. O que será de tão ruim assim em mim? Aqueles olhares que me devastavam, todas as palavras desgastadas que ouvia. Tudo tirou todo o meu lado mais alvo do coração — manchou, feriu e, até hoje, não cicatrizou. Percebi que eu nunca estivera realmente com eles. E nada era muito necessário para mim. Despi-me por inteiro. Eu me importava demais, observava demais e nada entendia.
Saí. Acreditando encontrar algo mais promissor fora dali, mas o que eu encontrei, foram os mesmo rostos, as mesmas vozes, mesmas palavras amarrotadas. Era tudo estranho, ou eu era um estranho?
Decidi desistir. Não havia nada que me completasse, que me defendesse. Tudo se cravou em minha mente, e eu rolei, rolei até cair em um local fundo e escuro, que não parecia ter saída. Olhava, de um lado a outro, ainda estava vivo, mas nada enxergava.
Quando um túnel apareceu, com uma faísca vermelha ao fundo. Corri, como um desesperado, e, finalmente, pude respirar de alívio.
Depois de tudo, foi apenas escuridão novamente e a paz eterna na minha alma.

___________________
Pessoas, tristeza :(




quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

#Moço Bonito

____________

Ôh, Moço Bonito!
Não sei se é teu cheiro que me encanta
Ou há algo em teus olhos verdes que me prendem
Refletem a tua mocidade formosa
Regada de uma doçura e brilho
Que eu realmente não sei o que é
Na verdade, prefiro nem saber
É isso que te deixa ainda mais belo
Nos meus longínquos anos de forasteiro
Nunca me deparei com tal enigma
Perdido, acostumado com a solidão
Ao ver a tua jovialidade fervorosa
Percebi que o mundo era muito mais
Do que eu já havia visto
Ôh, Moço bonito!
Vamos ali, deixe-me deleitar com teu amor
Preencha o vazio de um peregrino do tempo
Que há anos rumava pelo mundo
Tentando encontrar o sentido de tudo.
____________

Sinceramente, a noite é a hora que seu cérebro adora de mostrar algumas ideias! Fiz esse poeminha ontem à noite antes de dormir, sorte a minha que deixo alguns cadernos próximos à cama, para casos como esse.  :3 

Esses dias escutando Lorde ... Voz poderosa dessa menina *u*

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

#A elegância e majestade dos ~Felis silvestris catus~




Um gosto que eu tenho em comum com o Sebby-chan é por gatos. Felinos me causam certo fascínio e é algo que que preciso relatar aqui, por que, apesar de eu não ter nenhum gato (rinite ¬¬'), minha paixão por eles só aumenta ♥ ♥
(Felis silvestris catus) é o nome científico dos gatos domésticos :3

#Canto do ser


As luzes da cidade, clarão infernal que destrói a beleza da noite
O barulho dos carros, o vai-e-vem das mentes inquietas 
O mundo gira, gira, e sempre acaba no mesmo ponto
Homens, mulheres, idosos, todos parecem os mesmos 
Modos, costumes, hábitos — quadrados, imóveis, tragédias maçantes
Na minha cidade, não há muita voz para o que é distinto.
Cambaleante, ando por aqueles caminhos indigestos
Sentindo-me um ser totalmente fora do eixo
Vejo um homem a gritar palavras sobre inferno e castigo
Outros a beberem em um bar turbulento da esquina
Para esquecerem os seus problemas — falsas soluções
Pessoas afobadas saindo do trabalho, reclamando do dia-a-dia
É tudo tão irreal, a anormalidade travestida de "usual"
Todas os dias têm as mesma cores e vozes
A essência do ser, a natureza desaparece
Nosso cerne se perdeu entre as eras
Cada um, é apenas mais um. Vagando por aí.
Vivendo por outros, sorrisos amarelos, palavras despejadas.
A beleza que está aqui e acolá, dentro de si eles não conseguem ver
Está à sua frente, esperando para ser contemplado, mas nada disso importa.
Ergo minha cabeça e observo o céu, vejo mais além.
Brilhantes, meus olhos se enchem de fascínio, algo sorri para mim
Um aura intensa, o universo flui de dentro do meu próprio ser
Sei que a força está dentro de mim — de cada um de nós
Pare, pense, sinta. É tudo que precisa. 
Deixe que a maravilha de tudo esteja em você mesmo.
Será Uno, completo e divino. 
________________


Está um pouco grandinho? Sim eu sei... Mas, gostei de escrever.. Dá para botar bastante ideias e era isso que eu queria :3

domingo, 2 de fevereiro de 2014

#Guerreiro escarlate

______________

*"Senhora da dor, faça-me forte"
O veneno acelera por minhas veias
O sangue vermelho e vivido, enegrece
Aqueles meus olhos, antes inocentes e vendados
Curvam-se como os de uma pantera
Jogaram-me às feras, mas eu aprendi a enfrentar
Garras, presas e fúria estão a me envolver
Ela me acertou, mas eu implorei
"Senhora da dor, faça-me forte"
Agora, eu visto minha armadura vermelha
E preparo-me para a batalha
Não há nada mais para perder
Apesar da nossa insignificância,
O mundo pede guerreiros
E eu sou mais um deles
Lutando para tornar-me glorioso
Nessa fio de tempo que é a vida.
______________


A frase "Senhora da dor, faça-me forte" é da música 
 The Misery de Sonata Arctica, já fiz até análise para essa música aqui ♥
Ela me inspira bastante, assim como muitas músicas de S.A ♥
Escarlate/vermelho = força




#Ilusão & Vida


___________

As convicções são meras ilusões
Corremos, cegos, pela linha da vida
Esperando o pêndulo do tempo, marcar a nossa hora
A vida é apenas mais uma risca no cosmo
Em meio a tantas coisas que gostaríamos de ver
Tudo aqui é o mesmo que nada
As grandes verdades são apenas fantasias
O meio um dia se destruirá 
Dando forma a dimensões nunca vistas
O que nos move, são os enganos do além-vida
Que nos confortam, 
Enquanto esperamos o silêncio da morte.

______________

Imagine estar lavando louça e, do nada, uma pequena ideia surgir em sua mente... Então, foi daí que veio esse pequeno poema :3

Esses dias estou um pouco ocupada com meus projetos, Reta final de um e o meio IMPORTANTÍSSIMO do outro. Tenho que canalizar todas as minhas energias para eles, dão certo ânimo *-*

sábado, 1 de fevereiro de 2014

#Feliko! Queridinhos ♥


Ontem à noite, final da novela Amor à vida, aconteceu o "TÃO" esperado "Beijo Gay" entre Félix e Niko, interpretados pelos lindos Mateus Solano e Thiago Fragoso, respectivamente. Par esse, que, praticamente, OFUSCOU o casal principal (sem sal nem açúcar ) Paloma e Bruno, interpretados por Paola Oliveira(xD) e Malvino Salvador.

Momento difícil

Difícil perceber o momento em que não vê ninguém pra desabafar. Ninguém parece te compreender muito bem. Ninguém demanda teu tato ou te...