domingo, 8 de dezembro de 2013

In The Dark — "Só o meu amor poderá te salvar"


Como eu já disse antes, sou fã de Sonata Arctica e adoro as letras das músicas deles *-* 
As minhas preferidas eu gosto de fazer uma análise das letras, só para tentar descobrir o que há por trás letras tão incríveis ♥  Já fiz interpretações para The Misery e My Selene. Agora chegou a vez de In the Dark. A música faz parte do álbum The Days of Grays, álbum que, sinceramente, não me agradou muito, só essa música.
In the Dark (No Escuro), não tem uma interpretação muito difícil, como a de The Misery, apesar de ser cheia de metáforas.

In The Dark — No Escuro


Eu sou de onde a mágica está /Vou te dar o que eu não posso levar comigo / E o dia ensolarado e a Lua / Quero ter um beijo silencioso, quero te fazer minha, / Estou pensando como... Não pode me deixar agora / Fique comigo de alguma maneira / 


Bom, vemos (como sempre), um personagem apaixonado por alguém. Mas, dessa vez, não é ele que sofre(!!) e sim a sua amada. Ele diz que "é de onde a mágica está". Essa parte, será explicada depois, que, eu já prestei bastante atenção nisso, nas letras de Sonata muitas vezes uma parte do começo da música, o verdadeiro sentido é exposto depois. 

Você veio de onde o fogo é / Deu-me o que não podia queimar pela última vez / Um dia sem Sol e Lua / Quero ficar muito perto de você / Ver quaisquer cicatrizes que você carrega em seu coração partido, / É minha a parte que falta / 

"Você veio de onde o fogo é", ela veio do "fogo", ela queima por dentro, sofre é agitada. Ela tem um dias sem sol e sem lua. No primeiro verso, ele diz o seguinte "Vou te dar o que eu não posso levar comigo/E o dia ensolarado e a Lua." Ele poderá trazer a felicidade a "luz" para ela, *veremos isso nos próximos versos*. Nosso rapaz, quer ver as cicatrizes  da moça e diz que a parte que falta no coração dela, pertence a ele. É uma verdadeira promessa de salvação (♥).


Venha comigo, onde a mágica está / Podemos compartilhar mais do que luz / Podemos unir o Sol e a Lua se você quiser / 
Aqui, ele continua suas promessas, diz que juntos poderiam unir o "sol e lua", com a mágica. A mágica, na minha interpretação, é o amor. Ele diz que "é de onde a mágica veio", pois ele a ama, e poderá fazê-la feliz com o seu sentimento. 



Seja minha (corda de salvamento) nessa vida — *Tradução bugada* / Sofrimento e prazer para sempre e sempre / Eu gostaria de ver as paredes em volta do seu coração caírem... / Pare de resistir, deixe a luz entrar / Sofrimento e prazer para sempre e sempre / Por essa vida / 


Bom, na tradução de "lifeline" ali, virou "corda de salvamento", mas, procurando um pouco na internet, essa palavra também pode ser traduzida como "destino". Ele diz que gostaria de ver a "armadura" dela cair, no caso, as paredes do seu coração. A moça resiste ao seu amor, mas ele ainda tenta trazê-la para perto de si. "Pare de resistir, Deixe a luz entrar", isso pode ser entendido assim: "Pare de resistir, deixe meu amor te salvar".

Deixe eu te levar onde a mágica está, voltar no tempo / Lembre-se da luz, da frígida lua de Dezembro / 

Aqui, percebe-se que eles já tinham um relacionamento (*-*). Ele pede para que ela lembre-se de como as coisas eram antes, volte no tempo, lembre-se de como o amor dos  dois era lindo como a frígida lua de Dezembro(♥). Sonata e sua mágica



Quero um beijo silencioso, quero te fazer minha, / Eu acho que você não pode me deixar agora / Fique comigo de alguma maneira / Fique comigo de alguma maneira / Venha comigo onde a mágica está / Podemos compartilhar mais do que luz / Podemos ter o Sol e a Lua / 


Como ele já estavam juntos, ele não quer vê-la ir embora. Quer de todo o jeito que sua companhia e paixão a envolvam, salvando a moça de todo o seu sofrimento.


Seja minha corda de salvamento nessa vida  / Sofrimento e prazer para sempre e sempre / Eu gostaria de ver as paredes em volta do seu coração cairem.. / Pare de resistir, deixe a luz entrar / Sofrimento e prazer para sempre e sempre / Por essa vida / Seja minha corda de salvamento nessa vida /
Sofrimento e prazer para sempre e sempre /
Pare de resistir, deixe a luz entrar.. oh oh .. /
Por essa vida  / 

 [♥] Nem precisa explicar essa parte neh? xD
Estou sentindo seu rosto no escuro / 
Estou escutando sua respiração no escuro / 
Estou sentindo o gosto dos seus lábios no escuro / 
Estou te abraçando firme no escuro 

"No Escuro" título da música, remete à escuridão em que a moça está envolvida. Aqui, eu acredito que seja as tentativas dele de salvá-la. Ele diz que sente seus lábios, sua respiração, abraça-a, tudo para tentar tirá-la de lá.  É o apoio dele à moça.


Vou te levar onde a mágica está / 
Vou te dar tudo o que tenho e posso oferecer / 
Você pode ter minha lua partida da meia-noite / 
Se você me der seu coração partido / 
E eu vou te dar algo real e dourado / 
Podemos fazer dessa vida a arte mais fina? 


Ele se entregará por inteiro, apenas se ela deixar-se levar por seu amor. Se ela entregar o "coração partido", ferido. Algo "real" e "dourado", a cor dourada é brilhante, viva e cheia de vigor, é o que o sentimento dele carrega, e é real. A "arte mais fina", algo belo e esplendoroso.
Eu venho de onde a mágica está  / 
Vou te dar o que eu não posso levar comigo / 
E o dia ensolarado e a Lua  / 
Quero ter um beijo silencioso, quero te fazer minha,  / 
Estou pensando que você não pode me deixar agora / 
Fique comigo de alguma maneira / 
Estou sentindo seu rosto no escuro / 
Estou escutando sua respiração no escuro / 
estou sentindo o gosto dos seus lábios no escuro / 
Estou te abraçando firme no escuro.

A música termina com os mesmos versos anteriores. A moça continuou a resistir, não sabemos se ela aceitou as suas promessas ( :/ ).Infelizmente, não é uma "história" como a de The Misery, que ele conta a dor até a sua superação. Eu acho a letra dessa música linda, ela é calma, e a voz do Tony deixa tudo mais perfeito.
Botei o título In The Dark — "Só o meu amor poderá te salvar", pois eu acho que essa frase resume um pouco da música ♥




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Linguagem do corpo

Os olhos voltados pra cima A boca seca Os lábios trêmulos  Os dedos que se fecham Meu corpo denuncia O que a palavra não r...